SEO Archives - Design a mais | agência web, marketing digital e identidade visual
Agência Web. Criamos site responsivo, mídias sociais, marketing digital e identidade visual de sua empresa. Faça um orçamento!
Website, marketing digital, SEO, identidade visual, logotipo,marca,site,loja virtual, e commerce, orçamento, design, logo
-1
archive,category,category-seo,category-30,bridge-core-2.1.4,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-20.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.1,vc_responsive
 

SEO

 

Pense no seu negócio… seja ele uma loja de rua, um escritório ou uma empresa virtual. Nos dias de hoje, independente de onde ele se localize, também deve esta na rede (website, blog) e,  certamente, também deve esta nas mídias sociais!

 

Mas existe uma questão: qual mídia social é melhor para o seu negócio? É este ponto que nós da Design a Mais vamos esclarecer. Afinal, nosso objetivo aqui é tirar as dúvidas que surjam de nossos clientes.

 

Para começarmos a falar sobre este mundo de mídias, vale destacar alguns pontos que servem de pontapé inicial para esta questão:

+ crie uma marca bacana (imaginamos que você já tenha ou esteja providenciando isso).

+ Observe seu público-alvo (faixa etária, sexo, condição social, costumes).

+ Disponha de um orçamento para os posts pagos (caso vá se aventurar a começar por conta própria nesta empreitada).

+ Não deixe de postar com frequência (mais abaixo daremos dicas sobre isso).

+ Caso disponha de um orçamento, entre em contato com um profissional de mídias e leve o máximo de informações sobre seu negócio para ele. Com certeza ele te solicitará todos os itens a cima e outros.

Vamos agora pensar em cada etapa, quando criamos uma marca ou negócio. Queremos que todos saibam que ela exite, certo? Então pensamos logo em criar uma página no FACEBOOK. Você não esta errado! Afinal, o Facebook é uma das redes sociais mais antigas, é a mais utilizada e mais popular até hoje pelos internautas. Sem contar que você tem todas as possibilidades de publicações, como: imagens, gifs, vídeos, links de blog

O nosso conselho aqui é:  Crie sua página PROFISSIONAL, cuide da identidade dela e comece a divulgar seu trabalho!

Aí está um momento importante: afinal, você vai começar de fato a saber mais sobre seu público-alvo e como ele se comporta em relação a sua marca ou negócio.

Conteúdos relevantes e bem trabalhados são essenciais em todas as mídias. Não precisamos nem ficar batendo nesta tecla, não é mesmo? Por isso, aconselhamos a procura de profissionais que lhe auxiliarão nos conteúdos, nas imagens e nos impulsionamentos, entende?

Os impulsionamentos são publicidades pagas que garantem que sua empresa seja conhecida por mais pessoas que têm o perfil de consumo do seu negócio. Mas aí vai outra dica… não deixe que eles apareçam como anúncio!

Não esqueça da assiduidade dos posts. Isso é muito importante para a divulgação e a interação do cliente com o seu negócio. Aconselhamos no mínimo dois posts e no máximo seis posts por semana, podendo haver exceção dependendo da mídia social. Você vai entender o que estamos falando mais a frente.

Aproveite o Facebook para se comunicar com seus clientes, estimule conversas e entenda qual a melhor hora de interagir com seu público.

Uma outra mídia social semelhante ao Facebook é o Google +, também com o propósito de  divulgação de uma marca ou negócio e muito utilizado por blogueiros. O que chama a atenção é a faixa etária que o G+ atinge, geralmente adolescentes. Hashtags têm valor nas pesquisas de buscas do G+, diferente do Facebook.

Bom, a partir de agora falaremos de outras mídias que não são tão básicas assim.

Afinal, cada negócio tem um perfil diferente em relação às mídias sociais e é por isso que estamos aqui escrevendo para você, não é mesmo?

Vamos começar falando do INSTAGRAM. Ele tem a característica marcante de posts de imagens bacanas e selfies, certo? Então (!) explore o conteúdo postando informações sobre seu negócio e também dê uma humanizada nos posts, mostrando o ambiente da empresa, eventos e comemorações.

Utilize todas as possibilidades que o Instagram lhe oferece! Publique vídeos curtos (15 segundo é o máximo permitido) e explore o Instagram Stories, com publicações que duram apenas 24 horas.

Ah! Não podemos deixar de falar das hashtags (#), uma forma bacana e relevante de colocar seu público-alvo em contato com o que você oferece.

Assim como no Facebook, o Instagram oferece a possibilidade de impulsionamento com publicações patrocinadas, o que vale à pena.

O apelo visual do Instagram é grande, como já falamos a cima. No entanto, aconselhamos um cuidado especial com os posts e um investimento para que você obtenha retorno de seus clientes potenciais, afinal ele vem sendo fortemente utilizado como ponto de venda.

Artigos de decoração, roupa, bijuterias, nutrição, personal, culinária e fotografias profissionais são exemplos que funcionam bem nesta mídia.

Passamos agora para o YOUTUBE, o canal de mídia social que potencializa o contato do seu negócio com seu publico por meio de vídeo, com um cunho elucidativo (explicação sobre um produto, dúvidas sobre um assunto e até mesmo aulas).

Seu cliente pode comentar, trocar informações, compartilhar, curtir e guardar os vídeos mais relevantes.

Para quem tem a prática de criar vídeos para promover o negócio, um ponto especial é que os vídeos têm lugar de destaque nas ferramentas de busca do Google.

Caso tenha um website e/ou blog, pense no Youtube como um grande aliado para divulgação de seus conteúdos, pois além dele se apresentar como um canal de mídia social, você também pode disponibilizá-lo dentro de seu website/blog!

Agora, se você tem um produto ou serviço extremamente ativo, que proporcione informação constante e em tempo real, o TWITTER é a ferramenta de mídia social que vai proporcionar que seu público saiba tudo o que está acontecendo no seu negócio, rapidamente.

A divulgação de promoções e novidades como uma forma de interação dinâmica cria tweets bem objetivos. Caso seu negócio não necessite de mais de uma publicação por dia, não aconselhamos esta mídia.

Embora o conteúdo do Twitter seja limitado, sendo disponibilizado somente 140 caracteres, ele também possibilita a publicação de imagens e vídeos, mas a ideia são textos curtos e dinâmicos mesmo.

As hashtags sempre tiveram papel importante no twitter, posteriormente sendo popularizada também no Instagram.

Falaremos agora sobre a mídia social mais antiga, que possibilita a interação entre negócios, em especial negócios B2B (entre empresas). O LINKEDIN proporciona a busca por clientes, parceiros e empregados.

Fique atento aos contatos de profissionais que você faz dentro desta mídia. Sua página de perfil da empresa deve estar bem descrita e atente também para as palavras-chave que utiliza. Tudo no Linkedin tem um cunho extremamente profissional e ligado à sua marca.

Seja você o presidente da sua empresa ou um funcionário, esta rede vai te conectar como pessoa e como profissional de sua empresa, sendo importante que suas qualificações estejam aparentes e seu cargo também.

Estamos chegando ao final deste post e não poderíamos deixar de falar de uma mídia que muitos acham não ter valor: o WHATSAPP! Ele mesmo!

Indicamos utilizá-lo em seu negócio, principalmente depois de já ter havido contato com o cliente via Smartphone.

Muitas vezes o serviço ou produto que você oferece propicia um contato mais dinâmico, como canal de atendimento direto pelo celular e é assim que você aproveita.

Geralmente os clientes que disponibilizam este contato têm interesse em receber notícias do seu negócio, como: eventos, serviços e promoções.

Bom, agora para finalizarmos vamos resumir para você os pontos positivos que te levam a dar importância para as mídias sociais em seu negócio!

+ A empresa/marca cria um relacionamento direto com seu cliente, podendo alcançar suas expectativas e ajudar no retorno ao seu negócio.

+ Sua marca fica mais visível, permitindo que você abuse do Branding e conquiste mais e mais clientes.

+ Faz uma conexão com seu site/blog, potencializando seu ranking nos resultados de busca.

+ Permite que o conteúdo do seu serviço ou negócio chegue de forma rápida e atrativa para seus clientes.

Ultima dica! Pense com cuidado ao sair criando várias mídias sociais para o seu negócio. Você pode não conseguir alimentá-las! Delimite a principal e faça um bom trabalho!

Esperamos que este post tenha ajudado. Sinta-se confortável para tirar dúvidas conosco e debater mais sobre o assunto. E fique atento para outras dicas em nosso blog!

Olá! Hoje daremos início ao canal em um blog com um Design a mais, que tem como objetivo entreter informando sobre o mundo das mídias digitais. Como divulgar um negócio? Quais são os meios? Quais são as melhores práticas? Que raio de SEO é esse? Essas e outras perguntas vamos buscar responder, sempre tentando entender sobre nosso público. Assim, cada vez mais, vamos escrever com você em mente!

Tem alguma pergunta? Envia pra gente! Vamos criando materiais a medida que percebermos as necessidades que, na verdade, não é só você que tem.

Quer ajudar a gente neste percurso? Então participe e seja muito bem vindo!

O fato é que, atualmente, muitos empreendedores sabem da importância de um trabalho de SEO, sigla que, em Inglês, designa Otimização de Ferramentas de Busca (Search Engine Optimization).

Embora a esmagadora maioria saiba que há um valor no trabalho de SEO, é importante entender a razão pela qual SEO é essencial para negócios na era moderna. SEO se tornou tão importante que ultrapassou os as razões dadas pelas ferramentas de busca e pelo próprio website.

SEO é o conjunto de atividades que alavanca um determinado website ou conteúdo quando procurado nas diversas ferramentas presentes online, idealmente, colocando-o nos primeiros resultados.

Talvez a forma mais simples de explicar é que o SEO é a forma de trabalhar o conteúdo de forma técnica, no backend do website (no lado que você não vê ao acessar), de modo que ele esteja pronto e otimizado para ser consumido. Afinal, para que criar conteúdo se ninguém vai consumir?

Assim, caso você tenha escrito um post de blog, você provavelmente vai querer ter o maio número de leitores possível. Para isso, vai querer melhorar as chances de alguém “tropeçar” em seu post por aí, em alguma busca, o que vai precisar de alguma dedicação no sentido de melhorar o SEO. Para fazer isso com um post, vai precisar ter um título que seja amistoso ao Google, usar tags e palavras-chave no backend do sistema de gerenciamento de conteúdo em que estiver trabalhando, usar imagens e fotos no heading de seu post e ter um link de URL que seja curto e inclua palavras-chave.

Fica mais simples quando a gente fala diretamente sobre o assunto, né? SEO pode ser bem técnico, mas para a maior parte das coisas só gera algum trabalho extra no backend do website, de forma a assegurar que seu conteúdo é otimizado para o consumo.

Aqui vão algumas razões pelas quais toda empresa deve tratar SEO com todo o carinho

+ Ranking em ferramentas de busca são extremamente importantes

Ok, comecemos com o óbvio! Otimização de Ferramentas de Busca (SEO) é importante pois estar no topo das buscas tem um valor absurdo para donos de websites. É estimado (https://chitika.com/google-positioning-value) que mais de 75% dos clicks feitos em ferramentas de busca na internet são das cincos primeiras posições no Google e que 91% (9 em10) dos clicks em ferramentas de busca no Google são em resultados na primeira página.

Assim, existem milhões de páginas na Web que podem coincidir com determinadas palavras-chave e cada uma delas terá proprietários interessados em ser bem rankeados.

Os aparelhos móveis também aumentaram a importância do SEO, dado que, com eles, as ferramentas de busca passaram a seu usadas cada vez mais e, como os novos algoritmos realizam buscas locais, existem ainda mais oportunidades para que websites alcancem o topo das buscas.

+ SEO conecta quem cria conteúdo online com seu público

É fácil esquecer o quanto a internet resolve nossos problemas. Entre milhões de páginas disponíveis na Internet, ferramentas de busca identificam aquela que tem a maior probabilidade de solucionar aquela dúvida ou conectar aqueles termos em frações de segundos. Basta ir na biblioteca mais próxima, usando aquele sistema de busca manual, para ver o quanto isso é incrível. Essa possibilidade mudou o acesso ao conhecimento para toda a humanidade.

SEO ajuda o website a permitir que a pessoa que busca aquele conteúdo descubra a empresa, solucionando a questão dela por lá. Apenas trabalhando os diversos mecanismos disponíveis para otimizar as ferramentas de busca o website será encontrado, ao invés de outro.

+ SEO ajuda mesmo sem um Website

Todo mundo pensa que SEO é algo apenas para Websites, mas basta que uma empresa tenha um Google My Business ou um perfil no GuiaMais para se beneficiar sempre que alguém estiver buscando o telefone de um negócio com aquele foco similar ou idêntico. Assim, podemos dizer que um negócio pode ser beneficiado por otimização de mecanismos de busca mesmo sem possuir um website.

Aliás, Google My Business e Google Maps torna esta explicação muito simples, já que uma empresa com Google My Business pode adicionar números de telefone, imagens, descrições e outras informações que podem aparecer no celular de um consumidor que estiver nos arredores. Além disso, o Google vai poder mostrar avaliações de consumidores e direções para chegar à sua empresa. Usando palavras-chave bem estudadas nas descrições do Google My Business, um negócio pode ser encontrado por muito mais consumidores que estejam procurando pelo tema.

+ SEO bem feito reverbera em qualquer plataforma de busca

Vamos falar abertamente: embora o Google seja responsável por a esmagadora maioria das buscas realizadas na Internet, SEO não funciona apenas lá. Essa ferramenta de busca de conteúdos é vital para muitos setores diferentes e muitos gêneros de negócios. Assim, plataformas de compras, indexadoras de preços, indexadoras de negócios e redes sociais são apenas alguns exemplos de usos deste algoritmos de busca, isso sem falar de Yahoo, Bing e outros. Desenvolver um bom trabalho de SEO pode até mesmo tornar sites de ecommerce mais eficientes, ajudando consumidores a encontrar produtos que eles realmente querem (afinal, é este o visitante que de fato queremos em nosso website, não é?).

Por isso, do mesmo modo que chegar ao topo das buscas orgânicas no Google é importante, também é muito valioso que consumidores encontrem conteúdos da empresa em mídias sociais, o que, novamente, nos leva ao bom SEO, uma vez que, para que tudo seja encontrado com facilidade, os indexadores e as descrições devem estar adequados e adequadamente correlacionados aos conteúdos. Claro que os algoritmos das mídias sociais não são tão avançados quanto os do Google ou Bing, mas certamente avaliarão diversos aspectos do conteúdo compartilhado, de forma a avaliar o melhor conteúdo para determinada busca.

O fato é que a complexidade destes algoritmos vai cada vez mais indicar os melhores conteúdos (o Facebook mesmo informou recentemente que fez um update nas capacidades de busca de sua plataforma – http://newsroom.fb.com/news/2015/10/search-fyi-find-what-the-world-is-saying-with-facebook-search/) e as empresas que os criam devem, sempre, buscar as melhores práticas, de modo a aproveitar todas as oportunidades que criar conteúdos proporcionam.

Existem muitos serviços por aí. Para que você possa melhorar suas chances, seguem alguns termos relacionados a SEO para que você possa entender melhor:

++               Fazer Hyperlink (Hyperlinking)

Um hiperlink é simplesmente um link que você insere em um texto ou um post, de modo a dar credibilidade ao seu conteúdo, oferecer recursos ao seu público, ou mesmo para citar as fontes, de modo a validar o que escreveu. Hyperlinks são importantes para o SEO, já que, quanto mais hyperlinks você tem em um post, mais otimizado ele está. Além disso, fazer links com as palavras certas é muito importante, assim como fazer hyperlinks de palavras que as pessoas têm mais probabilidade de buscar (como no caso de uma busca no Google), de forma que aumenta a chance de que seu conteúdo vá aparecer em uma boa colocação nos resultados de busca por aquela frase ou por determinado termo, quando alguém o buscar.

++                Link “Rótulo Branco” (Link White Label)

Um Link White Label é uma página na Internet que foi construída por uma fonte secundária e então marcada por outra empresa ou website como se fosse sua. Pense como se fosse um trabalho de terceirização. É como se você contratasse outra pessoa para fazer o trabalho no backend para você. Empresas fazem isso para expandir seu alcance online, maximizando seus recursos. Muita gente não tem como fazer este tipo de atividade na própria empresa, pois envolve muito trabalho, tempo, expertise, além, é claro, dos gastos.

++               Marketing de Afiliados

Com a popularidade dos blogs, você provavelmente já encontrou este termo antes. Ele se refere a uma campanha de marketing que funciona em colaboração com terceiros, que entram em um sistema criado pela empresa, ganhando dinheiro com as vendas que eles trouxeram ou simplesmente com o acesso por eles gerado. Por exemplo, muitas empresas de mobília na Inglaterra usam pessoas que entram no sistema de afiliados para que compartilhem suas propagandas em redes sociais e, quando um móvel é vendido com o link daquela pessoa, ela ganha uma comissão. Empresas que vendem produtos de beleza também usam vloggers que fazem vídeos sobre maquiagem para vender produtos, de forma que todos ganham algo.

++               SERP

Este é um acrônimo que identifica o número de página resultante em determinada busca em ferramenta online (Search Engine Result Page – Página de Resultado de Ferramenta de Busca), quando determinado termo é procurado. Muito simples de compreender e muito utilizado.

++               Meta Description (Descrição Meta)

Isso é algo que é comumente encontrado em backend de blogs ou websites e é uma descrição ou uma parte de um conteúdo em uma página. É muito importante, pois essa é a descrição que vai aparecer embaixo do título da página quando surgir como resultado em alguma busca. Aquela descrição que vemos abaixo do título da página no Google é a descrição meta. Se a sua descrição não for clara ou não for algo que as pessoas estejam efetivamente buscando, é muito menos provável que alguém vá clicar no seu link.

++               301 & 404

Estes dois termos numéricos são encontrados com frequência em SEO. 301 indica uma página redirecionada, o que significa que uma URL de uma página automaticamente pega um usuário para outra página, no momento em que ele vai para lá. 404 se refere a uma página com erro (essa com certeza você já viu), que é o que aparece se algo estiver errado com o seu website ou houver algum problema e ele não estiver momentaneamente funcionando.

++                Palavra-chave (keyword)

Quase tudo que tem a ver com SEO gira em volta de palavras-chave. Para propósitos de SEO, uma palavra-chave é definida como uma “abstração que nós extrapolamos a partir de múltiplas buscas”. Assim, é uma palavra que, através de pesquisas, o profissional de SEO sabe que as pessoas buscam. Se você está divulgando um produto de limpeza, suas palavras-chave vão ser identificadas, levando seu produto às buscas de seus consumidores.

Como ficou evidente, SEO não é aquele bicho de sete cabeças e é realmente importante para empresários, sejam eles de multinacionais, sejam microempreendedores individuais. Se sua empresa está online ou não, seus consumidores estão e usar as ferramentas disponíveis em SEO pode ajudar que eles encontrem você!

Fontes:

http://www.inc.com/peter-roesler/4-reasons-why-seo-matters-to-business-even-offline-ones.html

http://www.huffingtonpost.com/erin-mckelle/what-is-seo-heres-your-101_b_8173066.html